Arquivo de Outubro, 2007

23
Out
07

Inspiração

le mur des je t'aime

Dans un monde marqué par la violence, dominé par l’individualisme, les murs, comme les frontières, ont généralement pour fonction de diviser, de séparer les peuples, de se protéger de l’autre. Le mur des je t’aime© est au contraire, un trait d’union, un lieu de réconciliation, un miroir qui renvoie une image d’amour et de paix.

http://www.lesjetaime.com/

Anúncios
23
Out
07

Mudança

Processo de mudança iniciado. Parece que fui atropelada pelos meus livros e cd’s! Quem diria que livros e CD’s podiam ocupar tanto espaço e pesar tanto…

Próxima odisseia: a roupa, Parte I.

23
Out
07

Novidade

Estou de volta às malas. Em breve vou voltar a fazer mudanças. Desta vez, não vou para um lugar novo, vou regressar. Em breve regresso a Braga.

11
Out
07

velhices

Sabemos que estamos a envelhecer quando fazemos um seguro de saúde. Na verdade, não é que o seguro de saúde não seja preciso antes, mas a consciencia de que ele é necessário só vem com uma série de condições. A primeira e óbvia, a consciencia de que não somos imortais e invulneráveis, claro. A segunda, ter alguma fonte de rendimento. A terceira, ser um dos cada vez mais infelizes que não são abrangidos por sub-sistema de saúde nenhum, ou daqueles que até têm um plano, mas reparam que ele cobre cada vez menos. Nós, bolseiros, somos uns abandonados pela sociedade. Não pagamos impostos, mas também não descontamos para a reforma, não temos direito a coisa nenhuma. Agora há um seguro social voluntário, que não cobre desemprego nem nada de especial, mas dá para umas baixas por doença, se for caso disso. Perante tal abandono e a consciencia de que, um dia destes, pode haver um azar, um acidente, alguma coisa mais grave que uma constipação ou um dente estragado… tomei a decisão de fazer um seguro de saúde jeitosinho, daqueles que incluem saúde dental (afinal, acho que gasto mais dinheiro no dentista do que em qualquer outro médico), internamento e ambulatorio. Já não fui para os que dão descontos nos medicamentos e afins, que são uma autentica renda de família. Ora quanto paga uma pessoa saudável de 26 anos por um seguro de saúde? Muito. Demasiado… Muito mais do que gasto anualmente em médicos. Mas sempre é melhor que precisar de uma operação e ter que pedir um empréstimo!

Perante tal decisão, outra veio por arrasto. Estava inscrita (outra vez) num ginásio há 44 dias. Tinha ido lá uma vez. Umazinha. E tinha pago duas mensalidades… Claro que o ginásio é uma boa coisa, mas quando não é usado, não faz bem a ninguém… A mensalidade sempre cobre parte do seguro de saúde, que como sedentária que sou (e passo a ser mais assumidamente) certamente vai ser muito utilizado daqui a uns anitos.

05
Out
07

Chineses

Eh pá, eu bem sei que fazer compras nos chineses é um crime de lesa-pátria e isso tudo. Até vendo isso de barato. Mas a chave está precisamente em que eles vendem mais barato… e eu sou bolseira e como tal, comprar barato é uma coisa que aprecio muito. Permite uma certa ilusão de poder de compra.

Fomos hoje aos chineses, para os lados de Mindelo.  Havia ali um grande aglomerado de armazéns, que foram na sua esmagadora maioria comprados por revendedores chineses. Infelizmente, grande parte deles só vendem mesmo para revenda, em grandes lotes. Se tivesse muitas amigas a vestir o meu número ainda podia pensar no lote… mas não tenho. Ainda assim, naquela cidade paralela – e há muito que se pode descrever naquele lugar – há pequenas e belas ilhas onde se compram pechinchas inacreditáveis, sem ser em lote. Fui às carteiras. Não, não roubei carteiras a ninguém: comprei-as, baratas. Três belas carteiras pelo preço de uma mais-ou-menos. E pelo caminho algumas prenditas. E vim satisfeita para casa.

Comentámos que aquele deve ser o lugar, no nosso país, com maior densidade de Mercedes por metro quadrado. Ele há mercedes para todos os gostos, do descapotável ao furgão. Há apenas dois sítios onde se pode comer, mas desconfio que não se deve; nunca arriquei. Trata-se de uma roulotte e um café, cujo nome inclui caracois mas não os serve e aparenta acobertar actividades estranhas.

A maioria das ruas são sujas e feias, ainda que as mais movimentadas sejam até bastante apresentáveis. Dentro das lojas, muitos ciganos a tentar fazer negócio, algumas pessoas que só querem um exemplar de cada coisa e muitos comerciantes. Há lojas especializadas e generalistas. Há uma variedade enorme de gentes e de mercadorias. E são mesmo vendidas e compradas e revendidas. Naquele lugar movimenta-se certamente muito dinheiro. As ruas são numeradas e alguns armazéns também. Os produtos até podem não ter sido fabricados em Portugal, mas são vendidos e revendidos cá. As lojas passam uns recibos cheios de caracteres chineses, que duvido que sejam válidos… mas grande parte do que vendem (ficariam surpreendidos ao reconhecer tanta mercadoria revendida em lojas «bem») para lojas irá com certeza enriquecer o Estado.  Há um ambiente vagamente ameaçador, mas não passa disso mesmo. É um lugar aparentemente tranquilo. Questiono-me até que ponto será assim tão lesivo para a economia fazer compras ali. Para o meu orçamento, apresenta enormes vantagens… grande variedade de acessórios! Para o país… confesso que tenho dúvidas, mas parece-me francamente que todos estes imigrantes vêm alimentar o comércio e isso só pode ser bom para a economia. Só ao que pagam de imposto automóvel por todos aqueles mercedes… E se o país já está de tanga, os Portugueses estariam mais literalmente de tanga se não fossem as pechinchas!

02
Out
07

Festa em Gondomar

Estamos de volta a Outubro, o mês sempre em festa aqui em Gondomar. Fui tentar saber do acontecimento que mais me importava: a feira das tasquinhas (que aliás é de 4 a 8 deste mês) e encontrei o programa das festas. A quem interessar, está aqui.




Poeira e letras

Ora, o que eu pretendo, com esta edição renovada do poeira e letras, é continuar a partilhar as minhas reflexões e histórias do quotidiano, descobertas de músicas, sites com interesse ou simplesmente piada e recursos que podem interessar a quem, como eu, anda dedicado à educação. Neste espaço coexistem o pessoal e o público em doses q.b.
Outubro 2007
S T Q Q S S D
« Set   Nov »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
293031  

Estatísticas do Blog

  • 191,002 entradas

Comentários Recentes

silvio paulo barcelo… em Músicas antigas
Elizelton em olha 1001!
Lula em Músicas antigas
Kat em Músicas antigas
Kat em Músicas antigas
Roberto em Músicas antigas
Izabel Gonçalves em Músicas antigas
ROMUALDO ROMANOVSKI… em Músicas antigas
rita neves em Músicas antigas
Izabel Kristina em Músicas antigas

Páginas